Loading...

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

As Marcas de Cristo

Marcas de Jesus
Texto: João 15 v 1-2

Introdução:

Para termos uma compreensão do texto é necessário fazer-mos uma síntese, dos últimos momentos de Jesus, com seu discípulos antes da crucificação.

Jesus celebra a páscoa com os 12 discípulos, no momento em que todos estão reunidos, Ele declara que um, deles irá trai-lo.

Pedro vendo João próximo de Jesus disse: pergunta para Ele quem irá trai-lo.

Jesus responde; é aquele que eu der um pedaço de pão molhado, e o deu a Judas. No momento que Judas recebe o pão, Satanás toma conta de sua vida. Jesus então diz: apressa-te logo em fazer.

Os discípulos não entenderão o que Jesus disse a Judas, logo pensaram que Jesus, estava falando para judas comprar alguma coisa, pois ele ficava com a bolsa.

Depois que judas se retira. Jesus anuncia que é chegada a sua hora, para Deus Pai ser glorificado no filho.

JESUS DA AS ÚLTIMAS INSTRUÇÕES AOS DISCÍPULOS.

1º A MARCA DE JESUS CRISTO É O “AMOR”


Amai-vos uns aos outros, assim como Jesus os amou.

Serão conhecidos como discípulos quando amarem uns aos outros.

As diferencias de amor no grego

EROS (físico, sexual):

PHILOS (amizade):

STORGE (familiar):

ÁGAPE (amor incondicional): Amor de Deus para coma humanidade

João c3 v.16 – Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigénito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna

Romanos cap.12 v.9 = O amor não seja fingido

Em 1 cor. 13 v. 1-7 = Paulo deixa-nos uma relação da marca do amor que devemos particar.

Falar a língua dos homens e dos anjos, e não tiver amor e como o sino que tine.

Ainda que profetiza com todos os mistérios e toda ciência e não tiver amor, para nada serve.

Mesmo que distribua toda sua fortuna, se não tiver amor que proveito tem?

O amor tudo sofre

O amor não é invejoso.

O amor não trata com leviandade.

O amor não se ensoberbe.

O amor não se importa com indecência.

O Amor não busca seus próprios interesses.

O amor não se irrita.

O amor não suspeita mal, não falta com a justiça e não falta com a verdade.

O amor tudo sofre, tudo crer, tudo espera, tudo suporta. O amor nunca falha.

Romanos 8.35-37

35 Quem nos separará do amor de Cristo? A tribulação, ou a angústia, ou a perseguição, ou a fome, ou a nudez, ou o perigo, ou a espada? 36 Como está escrito: Por amor de ti somos entregues à morte todo o dia; Somos reputados como ovelhas para o matadouro. 37 Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou. 38 Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir, 39 Nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor.


2* A MARCA DE JESUS É ESPERAR A SUAVINDA

Após Jesus falar sobre o amor ele anuncia o momento de partir junto ao pai. Pedro, se convida dizendo posso ir com o Sr. Jesus responde Pedro tu não podes ir agora mas...

João 14 v. 1-3

Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim. 2 Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito. Vou preparar-vos lugar. 3 E quando eu for, e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos levarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também.

Atos 1:11

Os anjos lhes disseram: Homens galileus, por que estais olhando para o céu? Esse Jesus, que dentre vós foi recebido em cima no céu, há de vir assim como para o céu o vistes ir.

1 tess. 4 v. 16 –18

Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro. 17 Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor. 18 Portanto, consolai-vos uns aos outros com estas palavras.

Hebreus 10 v. 37

Porque ainda um pouquinho de tempo, E o que há de vir virá, e não tardará.

Ap. 03 v. 11

Eis que venho sem demora; guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa.

Mateus 24 v. 27

Porque, assim como o relâmpago sai do oriente e se mostra até ao ocidente, assim será também a vinda do Filho do homem.

I Cor. 15 v. 51-52

Eis aqui vos digo um mistério: Na verdade, nem todos dormiremos, mas todos seremos transformados; 52 Num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados.

3* A MARCA DE JESUS É O CONSOLADOR


O cristão não consegue sobreviver sem uma ação constante e poderosa do Espírito Santo em sua vida. Por isso,

ao confortar os discípulos acerca de sua partida, Jesus prometeu-lhes que enviaria o Consolador,

que os assistiria em todos os momentos,

Jo 14: 16-17.

A promessa de Jesus se concretizou e a igreja nasceu no dia de Pentecoste. Os crentes tinham consciência da importância da ação do Espírito Santo para que houvesse dinamismo e poder na vida cristã, At 1: 8.


1) O Espirito Santo exerce um papel fundamental na salvação do homem, levando o a reconhecer seus pecados e a voltar-se para Deus.

a) Arrependimento, é caracterizado por mudança de pensamento e de atitudes,

b) Novo nascimento, Jo 3: 3 a 5 uma nova vida

c) Testificação da salvação - Depois do processo do novo nascimento, o Espírito Santo passa a habitar o convertido, dando-lhe testificação de sua salvação. Agora você tem a certeza da salvação


2) O ESPÍRITO SANTO E A VIDA CRISTÃ

a) O Espírito Santo capacita a pregar um Evangelho que transforma.

Ao ouvirem o discurso de Pedro, as pessoas “compungiram-se em seu coração”,

Transformações duradouras na personalidade humana só são produzidas pelo Espírito Santo.

3) O ESPÍRITO SANTO PROPORCIONA O DESENVOLVIMENTO INTEGRAL DA VIDA CRISTÃ.

a) O Crente passa a Ter uma comunhão com Cristo até em sua aflições

c) Direção pela Palavra - “... Ele vos guiará em toda a verdade”, Uma de suas tarefas é guiar o crente em toda a verdade.

4º A MARCA DE JESUS CRISTO É OS FRUTOS


Depois de alguns concelhos valorosos Jesus chega na parte mais traumática de seus ensinos aos discípulos.


Ele diz: Eu sou a videira verdadeira é meu Pai é o agricultor. Toda a vara em mim, que não dá fruto, a tira; e limpa toda aquela que dá fruto, para que dê mais fruto.


Jesus é o amor enviado ao mundo, mas Deus é o lavrador que corta todo aquele que não dá fruto.


Para falarmos do fruto do espirito é necessário relembrar-nos das Obras da carne

OBRAS DA CARNE.
“Carne” (gr. sarx) é a natureza pecaminosa com seus desejos corruptos, a qual continua no cristão após a sua conversão, sendo seu inimigo mortal.

Aqueles que praticam as obras da carne não poderão herdar o reino de Deus.

Por isso, essa natureza carnal pecaminosa precisa ser resistida e mortificada numa guerra espiritual contínua, que o crente trava através do poder do Espírito Santo (Rm 8.4-14; ver Gl 5.17).
(1) “Prostituição” (gr. pornéia), imoralidade sexual de todas as formas. Isto inclui, também, gostar de quadros, filmes ou publicações pornográficos
(2) “Impureza” (gr. akatharsia), pecados sexuais, atos pecaminosos e vícios, inclusive maus pensamentos e desejos do coração (Ef 5.3; Cl 3.5).
(3) “Lascívia” (gr. aselgeia), sensualidade. É a pessoa seguir suas próprias paixões e maus desejos a ponto de perder a vergonha e a decência (2Co 12.21).
(4) “Idolatria” (gr. eidololatria), a adoração de espíritos, pessoas ou ídolos, como se tivesse autoridade igual ou maior que Deus e sua Palavra (Cl 3.5).
(5) “Feitiçarias” (gr. pharmakeia), espiritismo, magia negra, adoração de demônios e o uso de drogas e outros materiais, na prática da feitiçaria (Êx 7.11,22; 8.18; Ap 9.21; 18.23).
(6) “Inimizades” (gr. echthra), intenções e ações fortemente hostis; antipatia e inimizade extremas.
(7) “Porfias” (gr. eris), brigas, oposição, luta por superioridade (Rm 1.29; 1Co 1.11; 3.3).
(8) “Emulações” (gr. zelos), ressentimento, inveja amarga do sucesso dos outros (Rm 13.13; 1Co 3.3).
(9) “Iras” (gr. thumos), ira ou fúria explosiva que rrompe através de palavras e ações violentas (Cl 3.8).
(10) “Pelejas” (gr. eritheia), ambição egoísta e a cobiça do poder (2Co 12.20; Fp 1.16,17).
(11) “Dissensões” (gr. dichostasia), introduzir ensinos cismáticos na congregação sem qualquer respaldo na Palavra de Deus (Rm 16.17).
(12) “Heresias” (gr. hairesis), grupos divididos dentro da congregação, formando conluios egoístas que destro em a unidade da igreja (1Co 11.19).
(13) “Invejas” (gr. fthonos), antipatia ressentida contra outra pessoa que possui algo que não temos e queremos.
(14) “Bebedices” (gr. methe), descontrole das faculdades físicas e mentais por meio de bebida embriagante.


O FRUTO DO ESPÍRITO.
Em contraste com as obras da carne, temos o modo de viver íntegro e honesto que a Bíblia chama “o fruto do Espírito”. Esta maneira de viver se realiza no crente à medida que ele permite que o Espírito dirija e influencie sua vida de tal maneira que ele subjugue o poder do pecado, especialmente as obras da carne, e ande em comunhão com Deus
(1) “Caridade” (amor) (gr. agape), o interesse e a busca do bem maior de outra pessoa sem nada querer em troca
(2) “Gozo” (gr. chara), a sensação de alegria baseada no amor, na graça, nas bênçãos, nas promessas e na presença de Deus,
(3) “Paz” (gr. eirene), a quietude de coração e mente, baseada na convicção de que tudo vai bem entre o crente e seu Pai celestial
(4) “Longanimidade” (gr. makrothumia), perseverança, paciência, ser tardio para irar-se ou para o desespero
(5) “Benignidade” (gr. chrestotes), não querer magoar ninguém, nem lhe provocar dor (Ef 4.32; Cl 3.12; 1Pe 2.3).
(6) “Bondade” (gr. agathosune), zelo pela verdade e pela retidão, e repulsa ao mal.
(7) “Fé” (gr. pistis), lealdade constante e inabalável a alguém com quem estamos unidos por promessa, compromisso, fidedignidade e honestidade
(8) “Mansidão” (gr. prautes), moderação, associada à força e à coragem; descreve alguém que pode irar-se com equidade quando for necessário, e também humildemente submeter-se quando for preciso
(9) “Temperança” (gr. egkrateia), o controle ou domínio sobre nossos próprios desejos e paixões, inclusive a fidelidade aos votos conjugais; também a pureza (1Co 7.9; Tt 1.8; 2.5).


CNCLUSÃO
Se você tem desprezado as obras da carne e adubado os fruto do espirito.

E mesmo assim tem passado por privações, perseguições, calunia, e tá escassez de justiça.

Quero lhe informar que esta no caminho certo, não por sofrer, mas por sofrer e permanecer convicto em que você tem crido.
E não perdendo as marcas de Jesus em sua vida.

As marcas de Jesus fará você receber o que ele tem preparado para você
Ap 2.7 Ao que vencer, dar-lhe-ei a comer da árvore da vida, que está no meio do paraíso de Deus.

Ap 2.17 Ao que vencer darei a comer do maná escondido, e dar-lhe-ei uma pedra branca, e na pedra um novo nome escrito, o qual ninguém conhece senão aquele que o recebe.

Ap 2.26 E ao que vencer, e guardar até ao fim as minhas obras, eu lhe darei poder sobre as nações,

Ap 3.5 O que vencer será vestido de vestes brancas, e de maneira nenhuma riscarei o seu nome do livro da vida; e confessarei o seu nome diante de meu Pai e diante dos seus anjos.

Ap 3.12 A quem vencer, eu o farei coluna no templo do meu Deus, e dele nunca sairá; e escreverei sobre ele o nome do meu Deus, e o nome da cidade do meu Deus, a nova Jerusalém, que desce do céu, do meu Deus, e também o meu novo nome.

Ap 3.21 Ao que vencer lhe concederei que se assente comigo no meu trono; assim como eu venci, e me assentei com meu Pai no seu trono.

2 comentários:

  1. Passei e encontrei seu blog, li algumas coisas, seu blog é muito bom, quero deixar um incentivo: Continue a deixar-se guiar pela grande vontade de Deus, continue a ouvir a voz do Espírito Santo, e a escrever o que você sabe que é a vontade de Deus, tanto para ganhar outros para Jesus, quer incentivar nossos amigos a ficarem mais perto do nosso Deus. Deixo também um convite, mas é apenas se o quiser fazer, pertencer aos meus amigos no Peregrino E Servo, claro que irei retribuir.Um obrigado,e muita paz de Jesus.

    ResponderExcluir